3 passos para uma gravidez planejada

Gravidez planejada

Para a maioria dos casais, a jornada de uma gestação começa com o sonho de se tornarem pais. Apesar de ser um desejo tão natural, muitas questões precisam ser feitas antes de seguir com uma gravidez planejada, como por exemplo: existe o desejo de concretizar alguma mudança profissional? A família possui estabilidade financeira e emocional? Qual a saúde dos pais?

Responder essas e outras perguntas importantes pode facilitar a chegada desse novo membro e tornar a gravidez planejada um momento de plena alegria.

Para uma gravidez planejada é importante se preparar física e emocionalmente, a rotina da família irá passar por mudanças e especialmente a futura mamãe precisa aplicar alguns cuidados prévios para ter uma gestação saudável. Para dar o próximo passo, os futuros papais devem começar buscando o máximo de informações possíveis e para ajudar no planejamento dessa jornada nós preparamos algumas dicas essenciais.

Gravidez planejada: saúde física e mental

Gravidez planejada: saúde física e mental

A saúde do futuro papai e, especialmente da futura mamãe, deve estar em dia. Dois ou três meses antes de planejar a sua gestação é aconselhado marcar consultas com especialistas, como o ginecologista e obstetra, que vai colher uma série de informações para verificar se o seu corpo está pronto para receber uma nova vida. Nesse momento, além do check-up clínico, será levado em consideração a idade reprodutiva, dessa forma, o médico vai mapear os cuidados que devem ser tomados antes da concepção.

Durante o processo da gravidez planejada, a futura mamãe deve cuidar da alimentação, consumir mais legumes, verduras e frutas. Adaptar o cardápio com opções mais saudáveis vale para mulheres acima e abaixo do peso ideal.

O sobrepeso está entre os fatores que dificultam uma gravidez planejada, além disso, pode trazer problemas durante a gestação como diabetes e hipertensão. Atingir o peso médio e manter hábitos almentares saudáveis aumenta o potencial reprodutivo e reflete na saúde da mãe e do bebê.

Os malefícios do fumo são certamente muito conhecidos, é recomendado parar de fumar muito antes de tentar engravidar. Procure se afastar de ambientes com fumantes, para evitar o fumo passivo, que também é prejudicial para o feto. Evite o consumo de bebidas alcóolicas e, após a descoberta da gravidez, suspenda completamente.

Não esqueça também da sua saúde bucal, consultar um dentista antes de engravidar evita possíveis sangramentos e infecções na gengiva, que fica mais frágil durante essa fase.

Procure uma atividade que proporcione saúde física e mental antes, durante e depois da gestação. O condicionamente físico contribui para uma gravidez livre de desconfortos e, dependendo da atividade escolhida, pode auxiliar a mulher durante o trabalho de parto. Além disso, considere no seu planejamento de saúde a cobertura do convênio médico, para evitar problemas durante a marcação de consultas, exames, e claro, na internação para o nascimento do bebê.

Outro fator importante é a saúde mental, mulheres que fazem tratamento contra depressão, por exemplo, devem conversar com seu médico, pois, as alterações hormonais durante a gravidez são intensas e podem ser um agravante nos distúrbios emocionais. Fale com um psiquiatra e psicólogo sobre a sua gravidez planejada e peça orientações para passar por esse momento sem afetar a sua estabilidade emocional.

As alterações hormonais e físicas são inevitáveis para todas as futuras mamães, mas tendo a chance de fazer um check-up emocional e físico,  esse momento vai ficar ainda mais mágico.

Gravidez planejada: vida financeira e sentimental

Com a chegada do bebê, muitos gastos devem ser considerados, assim como a organização, ou construção, de um espaço físico na casa para receber o seu bebê. Durante a organização do orçamento familiar, os futuros papais precisam considerar possíveis gastos com reformas na casa, decoração, adaptações na segurança dos ambientes, compra de móveis e itens que vão tornar a sua casa aconchegante e prática.

Junto com o parceiro, faça uma lista de todos os gastos atuais do casal, a renda de cada um, os custos necessários para organizar a casa para a chegada do bebê. Fazer essa estimativa vai ajudar os futuros papais a criar um cenário financeiro estável e pronto para eventualidades. Deixar esse momento para depois, ou pensar que tudo pode ser remediado, é um erro comum, na verdade esse é um dos passos fundamentais para manter as preocupações bem longe e aproveitar plenamente a chegada do bebê.

Para uma gravidez planejada é importante compreender o impacto que uma gestação tem na vida financeira e emocional do casal. O bebê precisa chegar em um ambiente livre de conflitos e crises, por isso, o relacionamento dos futuros pais deve ser levado em consideração durante o planejamento.

Tenha um diálogo franco com o seu parceiro, leve em consideração que a intimidade e o diálogo poderão sofrer mudanças com a chegada do bebê. Nesse momento, tudo acaba naturalmente girando em torno dele e a vida sexual do casal também sofrerá mudanças.

O equilíbrio emocional dos futuros pais é essencial nesse momento, durante todos os altos e baixos da gravidez, e após o nascimento do bebê, os laços familiares devem se manter fortes para que essas mudanças sejam vistas apenas como uma fase importante para tornar esse sonho uma realidade. Nesse momento, vale conversar com especialistas, amigos e familiares sobre os seus receios e dúvidas, a troca de experiências e o desejo de ter um filho vai tornar tudo mais tranquilo.

 Gravidez planejada: hora do nascimento

Gravidez planejada: hora do nascimento

Sempre que um casal decide ter um filho todos os tipos de opiniões e sugestões surgem, inclusive sobre a hora do parto. As mulheres em especial podem ser bombardeadas com informações para decidir entre o parto normal ou cesárea, mas nessa hora sempre é importante priorizar a saúde do bebê e da mamãe, e claro, o desejo dos pais.

O método natural não possui intervenções como medicamentos ou induções, o tempo do trabalho de parto é respeitado e para aliviar as dores são aplicados métodos de relaxamento e respiração. A cesárea é uma opção normalmente indicada pelo obstetra quando existem fatores de risco indentificados durante a gestação.

Para conversar sobre esse assunto, os futuros pais devem aproveitar as consultas e acompanhamentos médicos, apresente os seus receios e desejos para o momento do parto. Nessa fase, o especialista terá papel fundamental para decidir junto com o casal qual o método indicado para um nascimento tranquilo.

Mesmo com todos os planejamentos e precauções, não existe nada mais inesperado do que o momento de pegar o seu bebê nos braços pela primeira vez. Nessa hora, os novos papais descobrem o que realmente esperar quando você está esperando.

Atendimento Belly Home
Enviar via WhatsApp