Dicas para melhorar o sono do bebê

melhorar-o-sono-do-bebê

O sono tem uma importância muito grande na vida de todas as pessoas, quando mente e corpo estão descansados tudo parece funcionar melhor. Na vida do seu bebê, a hora de dormir tem uma influência ainda mais forte, pois atua diretamente no crescimento e no desenvolvimento da imunidade. Até os três meses de vida, os bebês precisam dormir de 16 a 20 horas por dia, mas para os papais de primeira viagem, essa não é necessariamente uma boa notícia. Apesar da quantidade de horas dormidas, os pequenos costumam acordar a cada duas horas e trocam o dia pela noite durante a fase de adaptação.  Após os três meses, alguns bebês começam a dormir por um período maior, mas ainda precisam tirar sonecas ao longo do dia.

Até os dois anos é normal que os papais ainda tenham que levantar no meio da noite para acalentar os pequenos, mas durante essa fase, ele já consegue voltar a dormir sozinho e exige menos atenção durante a noite. Se após o período de adaptação você perceber que seu bebê tem um sono agitado, acorda confuso e chorando durante a madrugada, a primeira dica é tentar ao máximo não interferir no ciclo do sono, dessa forma, você evita que a criança não associe que acordar no meio da noite é um hábito natural. Quando isso acontecer, com calma coloque a criança novamente no berço e saia do quarto, é provável que você tenha que fazer esse mesmo processo várias vezes, mas é essencial insistir e manter a paciência.

Infelizmente os pequenos também podem sofrer de insônia, principalmente quando ele associa a hora de dormir com algum estímulo que dependa dos pais, como a mamadeira ou a contínua presença da mamãe ou do papai. Para evitar que isso aconteça, a primeira medida é ensinar a criança a dormir, por ser algo tão natural pode parecer estranha essa frase, mas eles precisam ser motivados a ir para cama em horários determinados, a permanecer no berço nesse momento e a pegar no sono de forma natural. É importante observar também se durante o sono, o bebê respira mais pela boca do que pelo nariz, problemas respiratórios costumam ter relação direta com os distúrbios  do sono, e nesse caso, será necessário consultar um pediatra.

Outras dicas para melhorar o sono do bebê

dicas-para-melhorar-o-sono-do-bebê

É natural que os papais estimulem o bebê a dormir ninando-o, especialmente quando ele é muito novinho, mas entre os três e seis meses é preciso dar chances para que o pequeno tente adormecer sozinho. Com certeza não é uma tarefa simples, mas com o tempo, esses hábitos serão inseridos na rotina da criança, gerando um ciclo de sono mais saudável. Evitar estímulos como colocar o bebê para dormir sempre através da amamentação, ou no colo, pode gerar dificuldades no futuro.

Claro que é muito importante para a construção dos laços afetivos sempre embalar o seu bebê e criar um momento de carinho, inclusive na hora de dormir, mas durante a noite procure não inserir estímulos que dependam da sua presença, essa atitude vai contribuir no desenvolvimento da criança, dando maior segurança e independência. Para ajudar o bebê a adormecer com mais facilidade comece criando uma rotina do sono, sempre colocando o pequeno para dormir e acordar nos mesmos horários, assim, o seu relógio biológico vai se adaptar naturalmente.

Antes da hora de dormir faça junto com a criança atividades relaxantes como tomar um banho, contar historinhas, cantar músicas de ninar e deixar o ursinho ou paninho preferido no berço. Mesmo se após todas essas medidas o bebê insistir, coloque-o deitado novamente e dê boa noite, durante as tentativas é natural que ele chore ou acorde muitas vezes, mas os pais devem insistir e escolher momentos específicos para ir até o quarto, acalmá-lo e colocá-lo novamente no berço.

Melhore o sono dos bebês maiores de 3 anos

Os bebês mais velhos podem escapar da hora da soneca vencendo os papais pelo cansaço, nessa hora vem a sede, fome, vontade de ir na banheiro e tantos outros recursos para fugir do sono. É importante que mesmo com a insistência, que os pais sejam firmes e coloquem os pequenos de volta na cama quantas vezes for preciso. Se todas as tentativas falharem, alguns especialistas indicam que os pais criem estímulos para tornar esse momento mais agradável. Com essa idade é possível criar jogos como dar uma estrelinha todas as vezes que a criança conseguir dormir sozinha e quando ela juntar uma semana de estrelinhas ganha um passeio ou algum outro presente simbólico.

Mesmo com todos os estímulos, os primeiros dias de adaptação não costumam ser fáceis, mas após um tempo, a criança desenvolve o interesse natural de ir dormir em seu quarto e na hora determinada. Se mesmo após diversas tentativas e estímulos positivos, a criança ainda não consegue dormir bem, ou se ela não tem um padrão na rotina do sono e apresenta alterações de humor é indicado consultar um especialista.

Torne o momento natural e agradável

A hora de dormir é um momento difícil para a criança, gera muita ansiedade, especialmente pela separação dela com a mãe, por isso, é muito importante tornar essa hora natural e agradável. Crie um espaço próprio para o seu pequeno dormir e descansar, evite que ele durma em sua cama e monte um espaço aconchegante. Outra dica importante é livrar os espaços de sono dos aparelhos eletrônicos e deixar apenas o básico como um abajur, ursinhos e livros, por exemplo.

belly-home-sono-do-bebê

Outra dica para reduzir a ansiedade na hora da soneca é não gerar expectativas na criança, na hora certa apenas leve-a até o quartinho e mesmo que ela não esteja com sono, conte uma historinha ou cante uma música até que ela relaxe. Não indique o quarto como um lugar de castigo, mandar a criança ir dormir quando ela se comportou mal vai fazer com que ela associe esse ambiente a algo negativo.

Melhore o sono do bebê com as sonecas

Os papais não podem esquecer também da importância dos sonos diurnos. As sonecas da manhã e da tarde deixam a criança mais descansada e auxilia em seu crescimento. Esses espaços entre um cochilo e outro são conhecidos como janelas do sono e variam conforme a faixa etária do pequeno e refletem diretamente no descanso da mente, auxiliando no aprendizado e no equilíbrio das emoções.

Quanto mais velha a criança, maior será o espaço entre as sonecas, elas passam naturalmente a dormir mais durante a noite e ficam a maior parte do dia acordadas. Até os dez meses, os bebês ainda precisam ser motivados a tirar a soneca da manhã, dos 18 meses até dois anos e meio os pais devem estimular que os pequenos tirem uma soneca depois do almoço, se o ciclo do sono não for afetado é possível manter as sonecas diurnas até pelo menos os cinco anos.

Com essas dicas com certeza você vai ajudar a melhorar o sono do seu bebê. Só nos resta desejar boa noite e bons sonhos!