O que é eclâmpsia? Veja sintomas e riscos

eclâmpsia

Você já ouviu falar em eclâmpsia? É uma condição provocada pela alta da pressão arterial durante a gravidez (chamada de pré-eclâmpsia), que pode causar convulsões, perda de consciência, dores de cabeça, sangramento vaginal e coma.

Ela é considerada grave e pode por em risco sua vida e a do bebê. Por isso, para as mamães diagnosticadas com pré-eclâmpsia, todo cuidado é pouco!

Como diagnosticar?

A pré-eclâmpsia pode ser percebida pela alta da pressão arterial, basta medir e observar se ela está alterada (acima de 14 por 9).

Outros sintomas confirmam o diagnóstico, como inchaço nas extremidades, ganho de peso rápido (como até 5 kg em uma única semana) e perda de proteína pela urina. Porém, pode ser também que a pré-eclâmpsia seja assintomática.

Por isso, vale ficar de olho nos grupos de risco para a doença: obesos, hipertensos, portadores de diabetes ou lúpus e grávidas com mais de 35 anos ou menos de 18 anos.

Mulheres na primeira gravidez também entram no grupo de risco, principalmente se há histórico familiar das doenças citadas acima. Mamães de gêmeos também têm mais chances de desenvolverem a doença.

Se não for tratada, a pré-eclâmpsia pode evoluir para eclâmpsia, oferecendo riscos à vida da mãe e do bebê.

Pré-eclâmpsia tem tratamento sim!

Fazer o pré-natal é a melhor forma de diagnosticar e tratar a pré-eclâmpsia, evitando que ela evolua para a eclâmpsia.

Pode ser necessário fazer repouso durante a gravidez, cortar o sal da dieta e ainda tomar medicamentos específicos.

Eclâmpsia pode prejudicar o bebê?

Sim. Tanto a pré-eclâmpsia como a eclâmpsia afetam a placenta. E, como sabemos, é ela que fornece os nutrientes, e o oxigênio, ao bebê. Se a pressão sanguínea estiver alta, a troca de líquidos e gases será prejudicada. Assim, o bebê pode nascer com problemas de saúde, além de pouco peso.

Faça sempre o pré-natal

O pré-natal é muito importante e fundamental para a saúde da mãe durante a gestação. Ele também contribui para o nascimento de um bebê saudável.

Nas consultas do pré-natal, além dos ultrassons regulares para você escutar o coraçãozinho do bebê, serão solicitados diversos exames. Além disso, este é o momento para você tirar suas dúvidas sobre alimentação, comportamento e até sobre o parto.

Lembre-se: mamães antenadas fazem o pré-natal! 😉