Os benefícios da musicoterapia para gestantes

Musicoterapia para Gestantes

As semanas vão passando muito rápido e lá pelo quarto mês de gestação, o bebê começa a ouvir o mundo aqui fora. As descobertas não param, e de repente, ele escuta a voz da mamãe, do papai ou qualquer outro som diferente que chega invadindo a vida desse pequeno. O mundo do bebê, mesmo antes dele nascer, já é muito rico em descobertas e para os papais de primeira viagem, a dica é simples, usem a música para fortalecer os estímulos sensoriais e laços afetivos antes e depois do pré-natal.

Além de proporcionar relaxamento para a gestante e para o bebê, alguns especialistas observaram um aumento na atividade cerebral do bebê quando uma música era tocada ou cantada para ele.  Entre esses especialistas está o neurocientista Eino Partanen, que liderou uma pesquisa sobre o tema na Universidade de Helsinki, na Finlândia. As doze gestantes convidadas para esse estudo ajudaram a comprovar o que muitas futuras mamães já imaginavam. Ouvir música durante a gestação gera bem-estar para o bebê, além de ajudar em seu desenvolvimento cognitivo, físico e emocional.

Durante a gravidez, a futura mamãe pode cantar canções de ninar ou também criar uma playlist de músicas tranquilas que contribua para um ambiente de amor e segurança. Realizar a estimulação musical desde o ventre materno estimula a audição do bebê, aumenta a atividade imunológica, melhora o sono e posteriormente as canções podem ser aliadas no desenvolvimento da fala e da alfabetização. Ah! E uma dica importante, não é preciso aumentar o volume da música, pois o líquido amniótico é um excelente condutor de som.

Musicoterapia na gravidez

A musicoterapia pode ser uma grande aliada no aumento dos laços afetivos entre mães e bebês, além de trazer diversos benefícios para a saúde da gestante, como a redução do estresse e o total relaxamento do corpo. A ideia é que você possa através dessa terapia ter uma gravidez plena, e em consequência, refletir no bem-estar do seu bebê.  Esse processo pode ser acompanhado por um especialista que vai orientar a mulher sobre como seguir com a terapia e como fazer a interação com o bebê, mas também é possível fazer em casa, escolhendo uma música bem serena e aproveitá-la em um ambiente confortável.

Musicoterapia para gestantes

Pesquisas também mostraram que a estimulação pré-natal auditiva pode auxiliar a gestante durante o trabalho de parto, proporcionando autocontrole e consciência das sensações físicas. Além de reduzir os níveis de ansiedade, a musicoterapia para gestantes também pode suavizar sintomas de depressão e melhorar o humor da gestante, que dessa forma, vai conseguir estabelecer uma comunicação ainda mais saudável com seu bebê.

Antes de colocar o som na caixa, aqui vai um alerta importante! A exposição do bebê aos sons e músicas deve acontecer moderadamente. Realize essa atividade em um momento especial do dia, em um espaço reservado para que você e seu