Quando dar açúcar para o bebê?

Açúcar para o bebê

Protagonista de diversas discussões e grande vilão da maioria delas, o açúcar dá muito o que falar quando o assunto é a alimentação de bebês. Muitas mães ficam com dúvidas sobre quando dar o açúcar para o bebê, seja o refinado ou outros tipos. Por isso fica a pergunta: será que os pequenos precisam desse alimento?

Até os seis meses de vida, o bebê precisa apenas de leite, seja ele materno ou fórmula artificial. A partir dessa idade, somente estes alimentos não são suficientes e novos alimentos são introduzidos gradativamente na vida dos bebês como: sucos, frutas, papinhas e proteínas. É nessa fase, que as dúvidas sobre dar açúcar para o bebê começam.

Quando dar açúcar para o bebê?

O açúcar refinado é uma caloria vazia, não traz nenhum nutriente ao corpo e pode trazer risco de obesidade e outras doenças, se for consumido em excesso. É comum que os adultos pensem que o bebê tem vontade de consumir doces, mas esta vontade é exclusiva do mundo adulto. Os bebês ainda estão experimentando e não conhecem certos sabores, logo não possuem desejo. Não se preocupe.

Se você começar a oferecer sucos sem açúcar, por exemplo, eles vão continuar aceitando a versão não adoçada mesmo quando já puderem consumi-lo. A partir de 1 ano de vida, o consumo do açúcar está liberado, mas com cuidado. Verifique sempre com o pediatra antes de oferecer açúcar para o bebê.

Perigos do açúcar refinado

Ah! O açúcar está escondido nas massas, refrigerantes, sucos concentrados de caixinha, iogurtes industrializados e, engana-se quem pensa que as formas mais naturais de açúcar como mascavo ou de coco são bons para a saúde. Analise sempre a informação nutricional dos produtos, lembre-se que os nutrientes estão organizados pela quantidade, do mais presente para o menos presente.

É difícil conseguir que a criança não consuma nenhum açúcar, principalmente quando aparecem as festinhas, porém, é nesta fase que começa a educação alimentar. Além de selecionar os alimentos, é importante sempre explicar o porquê das escolhas para a criança desenvolver esse senso crítico.

Quando dar mel?

O mel não é indicado para crianças de 1 ano de vida, pois, pode estar contaminado com esporos da bactéria Clostridium botulinum, que causa o botulismo intestinal. No primeiro ano de vida, o bebê não tem a flora intestinal totalmente desenvolvida e não consegue barrar a ação desta bactéria.

A partir desta idade, você pode utilizar o mel para quebrar o azedo ou amargo de certos alimentos, mas sempre em pouca quantidade. Pode ser uma boa opção para substituir o açúcar em receitas.