Crianças e tecnologia: qual é o momento de liberar o acesso?

Crianças e tecnologia

Cada vez mais cedo, as crianças têm acesso à tecnologia, seja ao assistirem um vídeo em um tablet ou ao verem os pais usando o celular, filmando e postando fotos. Mas afinal, será que tanta exposição é saudável? Qual será a idade certa para liberar o acesso?

Vamos lá:

Videogames

A partir dos 4 anos de idade, as crianças já têm desenvolvimento psicomotor para jogar. Embora muitas crianças queiram jogar antes, especialistas recomendam liberar o uso apenas após essa idade.

Ah, liberar o uso dessa tecnologia não significa não definir limites, ok? Até porque se os pequenos que exagerarem podem ter lesões nos músculos e até problemas oftalmológicos.

Vale também liberar apenas o acesso a jogos educativos. E lembre-se: toda brincadeira precisa ser supervisionada.

Internet

Apenas após os 8 anos de idade, deixe seu filho navegar sozinho, fazer pesquisas, jogar e conversar com os amiguinhos online.

Claro que ainda assim, você precisa sempre verificar o que ele está fazendo sempre e supervisionar para evitar o acesso a conteúdos impróprios.

Você pode também instalar em seu computador um programa protetor, que proíbe o acesso a sites duvidosos.

Tablet

Assim como o computador, o tablet é uma tecnologia que garante acesso total à internet, o que pode ser perigoso. Por isso, sempre supervisione e libere o uso apenas após os 8 anos de idade.

O tablet tem um agravante: ele dificulta a boa postura durante o uso. Então, atente-se à forma como seu filho se senta para brincar com o aparelho.

Celular

Não existem razões para seu filho ter um celular próprio com menos de 12 anos de idade. Celular exige maturidade para controlar gastos e perceber onde é seguro utilizar o aparelho.

Afinal, você já ouviu falar em acidentes envolvendo selfies, não é mesmo? As crianças estão mais propensas a esses tipos de riscos. Fique atento!

Câmera fotográfica

Fotografar estimula a criatividade e a coordenação motora. Você pode liberar essa tecnologia para os pequenos a partir de 9 anos de idade. Escolha, porém, máquinas resistentes a quedas.

Vale lembrar ainda que é importante supervisionar o que a criança faz com as fotos tiradas – muito cuidado com redes sociais. Verifique sempre as fotos tiradas e para quem ela as envia.