Shantala: técnica de massagem para bebês

shantala-massagem-para-bebês

O toque dos pais em seus bebês é muito importante para o desenvolvimento da criança. São nas trocas de carinho que os laços de afeto são criados e fortalecidos ao longo da vida do bebê. Pensando nisso, este post traz a shantala, uma técnica de massagem milenar para os papais fazerem em casa.

A shantala nasceu no sul da Índia e foi descoberta quando o médico francês Frédérick Leboyer passava pelas ruas de Calcutá e viu uma mulher sentada no chão massageando seu bebê. O nome da técnica foi dado em homenagem a ela.

Para realizar a shantala não há segredos, porém é preciso estar 100% presente no momento, prestando bastante atenção em cada movimento e também em se manter conectada ao seu bebê, visualmente e espiritualmente.

É recomendado praticar a massagem em bebês a partir de um mês de vida, até duas vezes por dia, sempre no mesmo horário e de preferência, antes do banho noturno. Vale lembrar que o bebê não deve estar com o estômago cheio e a duração deve ser de 15 a 30 minutos.

Algumas mamães utilizam a massagem para aliviar as cólicas do bebê, sintoma muito comum nos primeiros meses de vida. Para isso, basta se concentrar nos movimentos abdominais, ajudando na eliminação dos gases que muitas vezes causam esse desconforto.

Quer maneira melhor de se aproximar do seu bebê do que oferecendo uma gostosa massagem relaxante? A seguir, vamos te ensinar o passo a passo de como fazê-la.

Preparação do ambiente para a shantala

O ambiente é um fator determinante para o sucesso da técnica. É preciso que a temperatura esteja agradável e que o local seja silencioso, mas uma música relaxante em volume baixo está permitida.

Preparação do bebê e da mãe para a shantala

O bebê deve estar nu, inclusive sem fraldas. A mamãe pode se sentar no chão, apoiando as costas na parede e deixando os joelhos levemente flexionados. O bebê fica com as costas apoiadas na coxa da mãe, inicialmente.

Peito

Com as mãos aquecidas pegue um pouco de óleo vegetal puro, para que a mão deslize sobre a pele do bebê e inicie a massagem partindo do centro do peito em direção aos ombros com as mãos espalmadas e volte pela lateral  sentido quadril. Cada movimento deve ser repetido de três a dez vezes.

Em seguida, faça um movimento cruzado, do quadril para o ombro oposto.

Braços

Nesta fase vire o bebê de lado, com uma mão segure o ombro e a outra envolva o braço, fazendo movimentos do ombro em direção à mão. O próximo movimento nos bracinhos é o de rosca, que simula a torção de uma roupa. Este movimento deve ser feito em toda a extensão do braço, com uma leve pressão. Repita o processo no outro braço. Sempre que sentir necessidade, pode molhar a mão com um pouco de óleo para continuar a massagem.

Mãozinha

Mesmo sendo muito pequenina, a mão do bebê não fica de fora. Nesta parte do corpo, o movimento deve ser feito com o dedão da mamãe e partir do centro da palma da mão do bebê para os dedinhos. Depois basta passar suavemente a mão espalmada na palma e dorso da mão do bebê.

Abdômen

A mão fica espalmada, posicionada abaixo da linha do tórax e desliza até próximo a genitália do bebê. Feito isso, é a vez de massagear com o antebraço. Apoie seu antebraço sobre o abdômen do bebê e deslize com leves giros até próximo ao quadril.

Pernas e pés

massagem-nos-pés-dos-bebês

Para as pernas e pés do bebê, a sequência é a mesma dos braços e mãos. Não tem erro.

Costas

Terminada a frente do corpo, o foco agora serão as costas do bebê. Vire-o para baixo, de modo perpendicular às suas pernas, com a cabeça do bebê sempre virada para o lado esquerdo da mãe, lado do coração. Com as mãos espanadas faça movimentos de zig-zag do começo das costas até o bumbum e vice-versa.

Rostinho

Vire o bebê novamente para a massagem no rosto. Com os dedos, comece do centro da testa em direção a orelha, depois, do narizinho até a orelha e, por último, do queixo até a orelha

Alongamento

Abra os braços do bebê e cruze-os como se ele estivesse se abraçando. Em seguida, pegue uma perna e o braço oposto e leve um até o outro, sempre mantendo a perna por cima.

Para finalizar, pegue o bebê e faça aquele chameguinho que só as mamães sabem. Abrace, beije e leve-o para o banho. É importante que todo esse relaxamento seja mantido. Caso o bebê durma antes, pode suspender o banho.

Agora que o bebê está relaxado e molinho, é só deixar ele curtir uma noite de sono tranquila.

Atendimento Belly Home
Enviar via WhatsApp